VKWC Tarifa 2015 – 3ºRound & Big Air

11229542_940257116017674_4649153998953559109_n

No quinto dia do Virgin Kitesurf World Championships (VKWC) os atletas tiveram que se superar com ventos que chegaram aos 35 nós na Praia de Balneário em Tarifa. O tão esperado Levante chegou com força total com rajadas de 30 a 35 nós. A organização optou em continuar o 3º Round Masculino e Feminino do Freestyle. No final do dia, foi iniciada a modalidade Big Air com os atletas indo muito alto com os fortes ventos que levou ao delírio o público presente na praia !

As mulheres foram as primeiras a entrar na água com Gisela Pulido (ESP) vencendo Annelous Lammerts (HOL). Pulido mesmo com ventos fortes e rajados, acertou um 313 e um belo S-Bend to Blind. Para Annelous Lammerts, as coisas se complicaram quando caiu em uma manobra e perdeu o kite. A holandesa ainda conseguiu voltar com um kite 4.5m, mas não conseguiu superar Gisela que avançou para as semifinais.

Na bateria seguinte, Bruna Kajiya (BRA) enfrentou Kristiin Oja (ESL) que teve suas linhas enroladas após uma queda. Enquanto isso, a brasileira velejou praticamente sozinha durante toda a bateria acertando S-Bend to Blind e um Blind Judge.  A campeã mundial de 2009 conquistou a sua vaga nas semifinais.

 

91d2ba2a-d55e-4f06-bf76-fee5501e4331

A próxima a entrar na água foi Paula Novotna (TCH) contra Dionéia Vieira (BRA). Após uma bela somatória no dia anterior (40 pontos), Novotna estava motivada em avançar no evento. Vieira está em forma e acertou boas manobras, deixando a bateria super equilibrada. No final um back to blind de Novotna fez a diferença e a vaga ficou com a checa.

A atual campeã mundial foi a última a entrar na água, Karolina Winkowska (POL) enfrentou Annabel Van Westerop (ARU).  A polonesa acertou um belo Blind Judge, mas Van Westerop não deixou por menos, e pousava todas as manobras que Karolina competava. Winkowska acabou vencendo por uma pequena diferença de pontos.

Assim que as mulheres saíram da água, foi a vez dos homens. O brasileiro de apenas 17 anos, Carlos Mário fez uma bateria com seu parceiro de treinos Alex Neto. Mario acertou manobras incríveis como Back Side 317 e um 317 com muita facilidade, mesmo velejando com um kite 6 m.. Neto também fez uma bela bateria com manobras muito potentes, mas não o suficiente para vencer a performance de “Bêbe”. Os dois amigos do Cumbuco se cumprimentaram após a bateria e estão mostrando que os brasileiros estão entre os tops do circuito.

 

11709742_943456982364354_3505441671299308931_o
Aproveitando as condições de ventos fortes, o atual campeão mundial Christophe Tack (BEL) venceu o russo Sergei Borisov. O Belga somou bons pontos ao acertar manobras super técnicas como um Moby Dick e um Back Side 315, Borisov não conseguiu acertar suas manobras nas difíceis condições de vento.A próxima bateria foi entre Stefan Spiessberger (AUS) e Eudázio Da Silva (BRA). Os dois riders estavam velejando muito bem e fazendo um belo evento. Da Silva mostrou velocidade e power nas manobras que foi o diferencial para a sua vitória.Aaron Hadlow (ING) foi para a água contra o local Patrick Blanc (ESP). O inglês mostrou muita experiência e acertou boas manobras com um Slim 7 perfeito. O jovem espanhol não pode fazer nada contra o pentacampeão mundial que avançou para as quartas de final.

11698783_943457275697658_6249659072237768552_o

A bateria mais incrível do dia foi entre os dois riders mais “power” do circuito, Marc Jacobs (NZL) e Posito Martinez (DOM). Os dois riders acertaram manobras incríveis como Hinterberger Mobe 7 de Martinez que impressionou os juízes, porém Jacobs foi mais regular e levou a bateria.

Alex Pastor (ESP) e Youri Zoon (HOL) foi uma bateria de campeões mundiais, os atletas acertaram uma grande variedade de manobras. O espanhol, campeão de 2013, estava com a torcida em seu favor. Mas no final com um problema em sua prancha, Pastor não conseguiu finalizar a sua bateria, deixando o caminho livre para Youri Zoon.

Outro espanhol que está velejando em casa é Noe Font. O Wildcard venceu Robinson Hilário (DOM) e esta fazendo um belo trabalho avançando cada vez mais no evento. Hilário, não conseguiu repetir as atuações das baterias anteriores e acabou eliminado do evento.

A última bateria das oitavas foi super equilibrada. O rider local e atual líder do circuito VKWC, Liam Whaley (ESP), enfrentou seu amigo residente em Tarifa Jerome Cloetens (BEL). Os dois estavam velejando em casa, pois vivem em Tarifa e frequentam a praia de Balnéario. Whaley não deixou dúvidas porque atualmente ele é o número um. Com uma bateria super regular, não deu chances para Cloetens que deixou seu kite cair por diversas vezes. Liam estava focado e acertou várias manobras, mostrando que é um dos fortes candidatos ao título de 2015.

52fb8e9d-da3e-4a06-9d0d-698c11f396b5

Com as rajadas chegando aos 35 nós, o diretor de provas Erik Troostheide decidiu em começar a modalidade big Air para aproveitar as condições favoráveis. Para o delírio do público na praia, os riders pegaram seus kites grandes para ir o mais alto possível e executar mega loops, rotações, board offs e handle passes super altos.

O destaque do dia foi a bateria entre Aaron Hadlow (ING), Posito Martinez (DOM) e Elvis Nunez (CBV) que estavam saltando cerca de 15 metros de altura. Outros riders que impressionaram foram Kevin Langeree (HOL), Lewis Crathern (ING), Da Silva (BRA), Carlos Mario (BRA), Marius Hoppe (ALE) e Paul Serin (FRA) todos se classificaram para o 3º Round da modalidade que continua nesta quinta-feira.

b3d81cd6-3029-49ce-b254-2edab1bdbd85

A previsão para esta quinta é de ventos fortes, com o Levante ainda atuando com 25 a 35 nós com início previsto para as 13 horas.

Fiquem ligados nos releases e redes sociais do Gokite para maiores informações ! Siga e curta nossas páginas  TwitterInstagram e Facebook  !!!

Abaixo as fotos, vídeo e tabela oficial do evento !

Comentários

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta