Smolder na Estrada com Célio Beleza – Matanzas/Chile 2013 – Report 1

Chile: “Terra” de águas geladas.
Após um dia de correria entre conexões nos aeroportos e problemas com despachos de equipamentos, eu e Anderson “Galego” dos Santos chegamos à base do Smolder na Estrada em terras chilenas: Região de Matanzas.
Matanzas está localizada a sudoeste da cidade de Santiago, situada entre altas falésias que formam enormes pontos panorâmicos sobre o oceano Pacífico. Pequenos povoados de tradição rural e alguns pinhais são os vizinhos de Matanzas. A vila é uma rua comprida correndo ao lado do oceano, com casas construídas em madeira, que lhes permitem olhar para o mar. Apenas cerca de 300 pessoas vivem o ano todo nesse lugar, charmoso e modesto, tornando-se um escape perfeito da agitação chilena, ou das multidões de praias mais populares.
Aqui o mar é uma paisagem permanente. Na zona em que estamos, as características das marés com ventos permanentes e de grande força, provocam ondas para esquerda rápidas, tubulares e com enormes rochas ao fundo. Sua entrada é bem difícil e perigosa, pois tem várias pedras e ouriços, mas o prazer é garantido.
No nosso primeiro contato, o mar estava perfeito para se aclimatar com o reef e com as ondas. Um metrinho bem encaixado na bancada, que por sinal é bem rasa! Pegamos umas ondinhas pela manhã e saímos para nos aquecer, pois ficamos mais de quatro horas surfando. O velejo na parte da tarde também não decepcionou, altas ondas e um vento que atingia 30 knots.
Essa possibilidade de surfar boas ondas pela manhã e depois do meio-dia, aproveitar o vento para velejar de kitesurf, foi que mais marcou nesse primeiro contato, pois nos outros cantos do mundo isso é muito raro de acontecer.Fiquem ligados, que a qualquer momento voltamos com reports dessa grande aventura!
Por: Célio Beleza / Fotos: Lili Suarez

Comentários