Kitesurfistas se unem em ação sustentável no Preá

O Brasil é o quarto maior produtor de lixo plástico no mundo, com 11,3 milhões de toneladas. O país só fica atrás da China, Índia e Estados Unidos. Os dados são da @wwfbrasil e foram levantados em mais de 200 países.

Os dados são alarmantes, e não podemos ficar de braços cruzados testemunhando a morte de milhares de espécies marinhas.

Atletas, esportistas e organizadores do Surfin Sem Fim arregaçaram as mangas e criaram um mutirão, com pessoas engajadas pela causa ambiental, para um final de semana de limpeza das praias.

O local escolhido foi a Praia do Preá, Meca do Kitesurf, pertinho de Jericoacoara no Ceará.
O ponto de partida foi em frente à pousada Rancho do Peixe, point conhecido por receber kitesurfistas dos quatro cantos do planeta.

Bastaram algumas horas de caminhada pela praia, para identificar diversos tipos de lixo espalhados pela areia. De canudinhos plásticos, a pneus e redes de pesca. Objetos que demoram centenas de anos para se decompor na natureza, e enquanto permanecem poluindo as praias, são responsáveis pela mortandade de dezenas de espécies marinhas.

Participaram da ação a jornalista e Assessora de Imprensa do Surfin Sem Fim, Patrícia Calderón, André Penna, velejador e capitão do Surfin Sem Fim, além dos atletas Erick Anderson, João Paulo, João Lucas e Estefânia Rosa.

Comentários