Foil Wing – Saiba tudo sobre esse novo esporte

O Gokite testou com exclusividade o novo Foil Wing da Duotone e vamos passar todas as primeiras impressões desse novo esporte!

Navegando pela internet todos os posts direcionam para o Wing Surf, esse novo esporte esta chamando a atenção de todos e nós do Gokite testamos em primeira mão e vamos passar todas os detalhes !

O Wing Surf nada mais é que deslizar sobre a água utilizando uma asa inflável e um SUP foil. Fácil ou difícil? Super divertido ou não tão legal? Nós queríamos saber mais, então fomos direto para o meeting da Duotone x Fanatic para testar e passar para vocês todas as informações.

Equipamentos utilizados nos testes

Pranchas: Fanatic Sky SUP Foil 6’11 (145 l)/6’3 (105 l), Fanatic Surf Foil 5’11” (60 l)
Foil:  Fanatic Aero 2000
Asa: Duotone Foil Wing 5m /4m /3m

Sky Solbach é o designer das pranchas e do foilwing

O teste

Começando primeiro com a asa, o Foil Wing da Duotone é o único no mercado a ter retranca. Pilotando a asa da pra ver como isso é importante, o esporte é uma mistura de Kite x Wind x SUP X Surf Foil. A retranca passa um feeling do wind surf, você pode deslizar a mão com mais precisão e bombar o Wing parecido a uma vela.

No começo é tudo diferente, a asa deve ser mantida acima da cabeça com leves movimentos puxando a mão de trás para dar potência. O ideal é começar com ventos mais fracos para entender o mecanismo, é importante também ter alguma noção de hydrofoil e windsurf, vai ajudar muito no aprendizado.

Bruno Nogueira pilotando o novo Foil Wing

Water Start

Muito importante nas primeiras tentativas você usar um SUP com bastante volume para entender o esporte e começar a velejar. Não se apresse a tentar subir no foil logo de início. Velejar com a prancha na água, pegar o feeling da asa e aprender a ir e voltar no mesmo local é o objetivo.

Outra coisa primordial, é ter um SUP Foil grande com muito volume e uma asa com muita área. Isso vai ajudar muito no começo, o Sup vai dar uma estabilidade para aprender a pilotar o Wing e a asa grande do foil vai dar um bom lift em baixas velocidades.

Começamos o Wing Surf de joelhos, sem a asa nas mãos tente achar o meio da prancha para se equilibrar no centro da prancha. Estabilizada a posição posicione a asa sobre a cabeça e comece a puxar a mão de trás para dar pressão (similar ao windsurf).

A prancha vai começar a andar e ficar cada vez mais estável. Levante primeiro com a perna da frente e logo a de trás. Repare na posição da base para não ficar muito na frente do mastro do foil. O pé de trás deve ficar em cima do mastro para conseguir um Lift mais rápido.

Ideal no começo pranchas de SUP Foil grandes

Velejo

O Wing Surf, ainda é um esporte que precisa de muito vento para se conseguir velejar, orçar e fazer as manobras, portanto precisamos de no mínimo 13/15 nós para a brincadeira ficar divertida.

Velejando com o Wing, percebemos que precisamos de potência para dar a arrancada e decolar. A bombada no Wing e na prancha simultaneamente é fundamental. Inicialmente é bem cansativo pois não se usa trapézio.

Como usamos uma asa 2000 foi bem fácil decolar e se manter no foil, mas sinceramente nunca tinha visto no Brasil uma asa tão grande. Então para os interessados precisamos de asas grandes, principalmente para os iniciantes. Para velejadores pesados e iniciantes a Fanatic tem no seu quiver uma asa 2500 que acho indispensável para quem quer aprender com os maiores SUP’s.

Para quem já é adepto do Sup e Surf Foil com habilidade com os pumps uma asa de 1500 é suficiente, mas vamos precisar de mais vento para decolar.

Jibes muito similares aos velejos de windsurf

Evolução

Começando com os equipamentos corretos a evolução é rápida. No último dia com mais vento (20 nós), já estava conseguindo velejar com uma prancha de Surf Foil (60l) e Foil Wing 3M. Nesse mesmo dia com ventos mais fortes, Jaime Herraiz, entrou junto comigo usando um Surf Foil de 35 litros. Jaime é uma lenda do kitesurf e assina uma das pranchas de kite bidirecional da Duotone mais vendidas no mercado.

Segundo Jaime, “Ja estou praticando o Foil Wing há dois anos, temos muito para desenvolver, o esporte é incrível e atualmente venho me dedicando pra ele.” Nessas pranchas pequenas é impossível começar de joelhos, então é preciso muita habilidade e vento para dar o waterstart. Quanto menor a prancha é bem mais difícil de começar, porém ao decolar a prancha menor e mais leve é muito mais rápida e divertida.

Temos uma limitação no tamanho do Wing, pois 5m acima pode atrapalhar o velejo por encostar a ponta na água, mas acredito que é apenas o começo do esporte e vamos conseguir ter muito mais performance rapidamente.

Estamos apenas no começo, falando em performance, o Windfoil e o Kitefoil ainda estão muito à frente. Mas o Wingfoil traz outras sensações, maiores possibilidades de manobrar, dropar umas vagalhões ou ondas. Ou seja, é um novo esporte, novos desafios, um novo aprendizado. De qualquer forma, nos divertimos muito testar esse novo brinquedo.

Jaime Herraiz é um dos apaixonados pelo Foil Wing

Fácil ou não?

É difícil? essa é uma questão que muitos velejadores me perguntam … Pelo que observei, depende da experiência que você tem nos outros esportes, o windsurf  e sup/surf foil são os principais.

Se você é um windsurfer ou um kitesurfer com pouca ou nenhuma experiência em foil ou um foiler SUP com pouca ou nenhuma experiência em windsurf ou kite, será um pouco mais complicado, mas longe de ser inacessível.

O Wing Surf chegou para ficar é muito intuitivo e acessível. Em poucas horas, todos podem voar, mesmo com ou sem experiência com outros esportes. O importante é tentar nas condições certas e respeitar. Com uma água flat e um vento constante de 15 a 20 nós com as asas grandes facilitará as coisas.

Pontos positivos do Foil Wing:

  • Simplicidade;
  • Liberdade;
  • Leveza;
  • Manobrabilidade;
  • Leveza na água;
  • Esporte moderno;
  • Downwind (com o Wing, o SUP a favor do vento é infinitamente mais acessível);
  • Surf foil em locais com muito vento;
  • Asa de foil bem amigável;

Foil Wing Duotone

Pontos negativos

  • Desempenho limitado (por enquanto);
  • Precisamos de ventos moderados (até agora o wingfoil não é uma máquina para ventos fracos, precisamos de 12 a 15 nós);
  • Compra obrigatória de um kit completo de prancha + foil + wing, você deve usar exclusivamente com um Sup Foil com asa bem grande;
  • Leashes atrapalham um pouco o velejo.

Vídeo teste by Sebastian Ribeiro (Vídeo) e Tiago Azzi (Edição)

Pedidos

Já foram produzidos 3500 unidades em todo o mundo e o sucesso é tão grande que já se esgotaram todas as unidades !
Os Foil Wings da Duotone estão disponíveis para pedido ! Entre em contato em vendas@gokite.com.br para encomendar o seu !
Não perca tempo e entre nesse novo esporte !

Comentários