Carlos Mário vence o VKWC Tarifa 2015

11229542_940257116017674_4649153998953559109_n

Um dia especial para nós brasileiros durante o Virgin Kitesurf World Championships (VKWC) terceira etapa do circuito mundial em Tarifa. Tivemos baterias incríveis com alto grau técnico com ventos chegando aos 40 nós, levando o público na praia ao delírio.

No feminino, a atual campeã mundial Karolina Winkowska (POL) venceu pela terceira vez este ano. Entre os homens, Carlos Mario (BRA) teve um dia inspirado e venceu a sua segunda etapa no circuito depois da conquista de 2013 na Argentina.

Mario brilhou até a final…

O dia começou com o brasileiro Carlos Mario enfrentando o atual campeão mundial Christophe Tack (BEL). O vento aumentou consideravelmente durante a bateria, deixando as condições desafiadoras para os atletas. Mas Mário ignorou as condições e acertou um Back Side 317, 317, double Hinterberger Mobe 5 e ainda um double Heart Attack. Ele não deu chances para Tack e se classificou para as semifinais para enfrentar o penta campeão mundial Aaron Hadlow (ING).

O brasileiro de 17 anos de idade estava embalado e aproveitou o momento, acertando vários double handle passes com muita facilidade. Aaron Hadlow executou um Back Side 315, mas não conseguiu pousar suas manobras mais fortes como seu S-Mobe 7 e caiu por diversas vezes.

…faltava apenas Jacobs

O “Kiwi” Marc Jacobs (NZL) fez um belo evento até a final, sua primeira bateria foi contra Youri Zoon (HOL), seu parceiro no Tour. A bateria foi muito equilibrada com os dois riders se adaptando às difíceis condições. Jacobs estava overpowered, mas conseguia responder acertando cada manobra que Youri Zoon pousava. No final, o rider da Nova Zelândia venceu por apenas 1,5 pontos de diferença, para enfrentar na semifinal Liam Whaley (ESP). O atual número #1 Whaley não começou bem sua bateria, o espanhol teve um problema em seu kite e foi obrigado a substituí-lo. Ele ainda tentou colocar pressão em Jacobs, mas o neozelandês estava determinado e pousou suas principais manobras. As notas foram muito parecidas novamente, mas Marc conseguiu vencer e passar para a grande final.

df961433-a8b4-48d6-9d25-8717bb8ece81

A batalha pela vitória!

A grande final entre Carlos Mario e Marc Jacobs reuniu um grande público na areia. Os dois começaram com Front Blind Mobes perfeitos, mostrando que teríamos uma grande bateria. Após uma queda com seu kite 7m, Mario optou em trocar seu kite por um 9m . Ele voltou para a água e imediatamente pousou um double Heart Attack, levantando a galera na praia. Marc Jacobs velejou muito bem na final, mas não conseguiu bater a série de manobras de “Bêbe” que pousou na final um Back Side 317, 317 e um Heart Attack 5. O brasileiro esteve constante durante todo o evento, fazendo baterias perfeitas em todas as condições de vento. A vitória do brasileiro era uma questão de tempo, todos os riders já consideravam Carlos Mário um dos grandes favoritos ao título.

Carlos Mario: “O nível estava muito alto, mas graças a Deus eu consegui acertar as manobras que eu queria. Eu estava com meu 7m, mas senti o vento diminuir e troquei rapidamente por um 9m que foi perfeito. As condições estavam muito fortes e rajadas. No Brasil eu estava treinando com o meu 14m e 12m e quando eu cheguei aqui e tive que usar kites 7m e 6m o que tornou o velejo ainda mais complicado, mas felizmente acertei minha série de manobras. Estou tão feliz, que eu não tenho palavras para descrever o que sinto agora “.

4ea354e7-2062-465d-bc55-714dc6ebdbc9

Marc Jacobs: “Estou super feliz pelo segundo lugar, mas estava esperando que com os ventos fortes eu pudesse me sair melhor. As condições estavam muito difíceis, meu menor kite foi um 8m, enquanto a maioria dos atletas estavam usando kites 7m e 6m. Estou super feliz pelo Bebe (Carlos Mario) pois ele está velejando muito e merecia uma vitória. Ele teve um pouco de azar nas duas primeiras etapas, por isso é muito legal ver ele vencendo. Balneário é incrível, o melhor lugar para se velejar em Tarifa, o nível aqui foi muito mais alto do que em qualquer outro pico”.

The mini final

Liam Whaley enfrentou Aaron Hadlow na final dos perdedores (3º e 4º). Hadlow deixou seu kite cair alguns momentos antes da bateria e Liam ajudou a redecolar, mostrando “fairplay”. Os dois atletas velejaram muito bem, pousando um Tootsie Roll e o maior Crow Mobe 5 do evento para Hadlow, contra um double Heart Attack e um Back Side 317 de Whaley. Aaron Hadlow teve sua bateria mais “power” na competição, mas Liam Whaley teve melhores notas e garantiu o terceiro lugar pela primeira vez na temporada.

Liam Whaley: “Na semifinal contra Marc Jacobs, meu kite explodiu no ar, pois não conectei meu sistema de inflar corretamente. Meu parceiro veio rapidamente com um 5.5 m, mas não estava regulado corretamente. Mesmo assim, pousei um BS317 perfeito, porém não consegui a performance que eu queria. Na final dos perdedores fiz uma boa bateria e garanti o 3º lugar. Meu joelho está um pouco instável, mas eu não tive nenhuma dor nele. Eu estou indo fazer uma ressonância magnética para verificar o que está acontecendo e espero que eu possa competir no próximo evento, caso não for possível vou usá-lo como um descarte, vamos ver “.

89d75903-eace-4cca-af30-fd174d8f6855

O caminho de Winkowska até a final…

Demorou para a campeã polonesa entrar na água na semi-final contra Paula Novotna (TCH). Assim como para a Checa, que teve seu leash partido e perdeu seu kite. As duas atletas estavam sofrendo com os ventos fortes, mas Winkowska acertou um S-Bend to Blind perfeito para garantir a vitória.

Pulido velejava em casa…

Gisela Pulido (ESP) enfrentou Bruna Kajiya (BRA) na semifinal. As duas atletas fizeram uma boa bateria acertando Blind Judges, 313, Front to Blinds e S-Bend to Blinds. Bruna Kajiya ficou um pouco atrás ao falhar em algumas manobras nos minutos finais. Gisela pousou cinco manobras high score e avançou para a grande final.

A batalha de titãs

A torcida na praia era toda para Gisela Pulido que velejava em casa. Porém, Gisela teve várias quedas na grande final, mesmo assim conseguiu pousar um belo S-Mobe e S-Bend to Blind. Enquanto isso, Karolina teve uma bateria mais consistente, acertando Back to Blind, Front to Blind e Slim 5 conquistando o título e a terceira vitória na temporada !

The mini final

Bruna Kajiya e Paula Novotna tiveram que recomeçar a bateria após cruzarem as suas linhas sendo que uma das linha de Bruna se rompeu. A brasileira foi com tudo para a bateria e conseguiu garantir a terceira colocação !

Karolina Winkowska: “Eu estou super feliz, eu fiz uma boa final ! Ouvia na praia um grupo de polonesas torcendo por mim, isso me deu mais motivação. Esta é a etapa mais difícil para mim, pois é a cidade natal da Gisela, é o local onde ela mais treina. Mas acertei um Front to Blind na final, acho que foi a minha melhor bateria”.

b70b723e-b2f7-4e8f-bc0c-2661bc464304

Gisela Pulido: “Na semifinal contra Bruna eu estava feliz com o meu equipamento, eu estava andando de 6m com linhas curtas, mas na final o vento baixou e eu não tinha outro 6m com linhas mais longas, que teria feito uma grande diferença. Eu não tinha power suficiente e não estava confortável. Eu gosto de velejar aqui porque as pessoas podem assistir a bateria na praia e por ter a torcida do meu lado. Várias pessoas vieram somente para ver as minhas baterias, fiquei muito feliz em ver o público motivado pelo esporte”.

Bruna Kajiya: “Eu estava estressada, porque tivemos que recomeçar a bateria, depois de enrolarmos nossos kites, e ainda pra ajudar a minha melhor barra estourou as linhas. Eu estava fazendo uma boa bateria, sendo que fiz quatro boas manobras dentre elas um S-Mobe, no final eu me enrosquei na bóia. Mas eu consegui vencer a bateria e me garantir em terceiro lugar, em um dia cheio de emoções”.

A previsão para amanhã (sexta) e de ventos fortes, perfeito para a modalidade Big Air. As baterias começarão as 13 horas.

Fiquem ligados nos releases e redes sociais do Gokite para maiores informações ! Siga e curta nossas páginas  TwitterInstagram e Facebook  !!!

Segue o vídeo e tabela oficial do evento !

Comentários

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta