A viagem de um menino – Cruzando o Alenuihaha

Quem gosta de aventuras na água vai se apaixonar por esta, ainda mais que o menino Bobo Gallagher velejou de Wing Foil em condições nada fáceis de downwind. Claro que isto requer muito planejamento, verificar as condições de vento, chuva, ondas, correntezas, apoios logísticos, hidratação durante o percurso, entre outras coisas.

O Canal Alenuihaha tem uma reputação de pressentimento conhecido como algumas das mais traiçoeiras águas do Havaí. Abrangendo quase 30 milhas entre a ilha grande e Maui, atingindo uma profundidade máxima de 6.810 pés, “Alenuihaha” significa “grandes ondas quebrando” na língua havaiana e não é um corpo de água para ser tomado levianamente.

Em julho de 2020, Bobo Gallagher, de 11 anos, partiu para cruzar o Canal de Alenuihaha de Wing Foil . Com a ajuda de sua família e da enorme comunidade de apoiadores, muitos dos quais renomados watermen havaianos, ele se tornou com sucesso a pessoa mais jovem a cruzar o canal e a primeira pessoa velejando de Winf Foil durante aproximadamente 4 horas. Para compartilhar a jornada desta façanha importante, Bobo e sua equipe filmaram toda a travessia, resultando no filme chamado “A Boy’s Journey: Travessia do Alenuihaha ”.

 

 

Aqui no Brasil temos muitos lugares para realizar os downwinds, uma prática comum no nordeste, organizados por agências de aventuras focadas no kitesurf, reunindo as vezes mais de 60 velejadores juntos. O risco é mínimo, sempre há apoio em terra e velejadores responsáveis pela aventura acompanhando o grupo. No entanto, no caso do Bobo estas travessias em alto mar não há espaço pra erros, por isto é fundamental o acompanhamento de uma embarcação durante todo o trajeto, levar equipamentos de alertas com GPS, enfim, para quem gosta de aventura este filme é imperdível.

Comentários