ISO 21853: O novo padrão para sistemas de segurança do kite

A Global Kitesports Association (GKA) anunciou um novo padrão internacional ISO 21853 para sistemas de segurança (eject) .

O circuito profissional das modalidades de kitesurf de ondas e kitesurf freestyle revelou que a padronização de segurança de todos os sistemas de segurança da barra de controle de kitesurf é eficaz e válido desde 14 de fevereiro de 2020.

A GKA trabalhou com uma equipe de engenheiros e especialistas, juntamente com a Organização Internacional de Padronização (ISO), para definir uma nova classificação válida internacionalmente para este item super importante na fabricação das barras.

“É um marco na segurança do kitesurf. Queremos que a indústria do kitesurf desenvolva equipamentos que sigam os requisitos de segurança de ponta”, afirma GKA.

“Simultaneamente, estamos garantindo que os consumidores saibam que os produtos disponíveis no mercado cumprem todos os padrões de segurança”.

Testes e certificação pré-venda serão feitos em instalações independentes.

A designação e a etiqueta oficial ISO 21853 serão adicionadas a todos os sistemas de segurança fabricados nos próximos ciclos de produção.


 


Os padrões do sistema de segurança da barra  em conformidade com a ISO 21853:

1. Aplicada a todos os países do mundo;

2. Substituir todos os padrões nacionais, incluindo o padrão francês AFNOR;

3. Definido um novo padrão de força máxima de liberação de 170N ou menos;

4. Definido um novo tempo de abertura igual ou inferior a 2 segundos em condições secas e limpas, areia seca, água com areia, água não salgada e condições de frio e umidade;

5. Inclua um sistema de leash de segurança;

6. Definido o padrão internacional sobre como testar as forças de “eject” através de unidades de teste padronizadas e procedimentos de teste padronizados;

7. Definido o padrão em outras partes importantes de segurança dos sistemas de segurança , como porcentagem da cor do sinal e força do material;

8. Faça o teste em duas instalações de teste independentes e certificadas: Fraunhofer Society, em Rostock, Alemanha, e Camosun College, em Victoria, Canadá. Somente essas instituições podem emitir um certificado oficial de conformidade;

A nova ISO 21853 deve ser gravada no sistema de segurança;

Todos os produtos que já foram fabricados e comercializados em 2020 não podem adicionar ou adotar o padrão de segurança, mesmo se o equipamento atender a todos os requisitos técnicos da ISO.

Comentários