Preparo Físico de Velejador

Pensando no preparo físico do velejador de qualquer modalidade, o GoKite entrevistou o velejador e preparador físico Renato Boeing, dando várias dicas importantes para você preparar o seu corpo para o velejo, afinal pensar na saúde e ter o prazer de velejar é inerente à idade.

[GK] Sabemos que o Wingfoil e Windfoil são modalidades que exigem muito do corpo, principalmente dos braços, ombros e pernas, afinal segurar as velas sem um trapézio no vento requer um bom preparo. Como que o velejador deve se preparar para tal esforço?
[RB] Uma boa preparação deve começar com um bom treinamento, seguido de boa alimentação e descanso. O melhor treinamento para uma atividade específica, seja ela performance ou lazer é sempre a própria prática da atividade, progressivamente a pessoa vai adquirindo melhor condicionamento, adaptando o corpo. No entanto, como são muitas exigências, é lúdico, a pessoa está focada no divertimento e controlar o equipamento, as vezes esquece do corpo. Sendo dúvida, é fundamental ter um preparo específico, todo atleta de alto nível faz isto. A base normalmente são as pernas, tem que ter pernas fortes, não adianta pensar somente em braços, costas obviamente, o abdominal protege as costas, então é importante fortalecer o abdomem para dividir a pressão, não sobrecarregando as costas, assim como fortalecer as costas elevadas e a região toráxica.

[GK] Ao praticar o freestyle ou nas ondas no Wingfoil, o velejador não usa o trapézio, visto que temos apenas um fabricante com retranca. Então, quais os exercícios são obrigatórios para o velejador aguentar a pressão do vento?
[RB] Nestas atividades de vela, usa-se bastante isometria, então treinos isométricos são fundamentais. Pode-se começar com espaldar, barra baixa (ver o vídeo a seguir), lembrando de trabalhar o conjunto braço, abdominal e pernas ao mesmo tempo.

[GK] Em muitos casos no foil, o velejador/surfista acaba caindo com velocidade, o que muitas vezes isto ocorre com o choque com a prancha, vela, mastro, retranca ou foil. No entanto, se o atleta está bem preparado fisicamente, isto pode mudar através de um reflexo rápido, experiência de velejo / surf, etc. Quais as recomendações em casos de quedas para proteger o corpo?
[RB] Em relação à quedas, é inerente a qualquer esporte de contato, risco ou radical, onde as velocidades são extremas. O atleta precisa ganhar massa, velocidade de reação, para o velejo em si, já comentei que o importante é a isometria, onde os braços, pernas e costas ficam parados na mesma posição fazendo força. No entanto, há momentos de mudanças de musculatura e carga com velocidade, o atleta faz bastante trabalho isométrico e isotônico, onde entra a velocidade, ao invés de fazer barras e legpress comuns (12 ou 20 retições com velocidade padrão), não, começa acrescentar, acelera, saltos e barras com explosão são importantes (veja o vídeo a seguir).

[GK] Quais os exercícios que todo velejador / surfista deve incluir na rotina diária?
[RB] Sem dúvida barras, pulley, puxadas e remadas no espaldar e velejar.

[GK] Quando fazer o aquecimento e o alongamento do corpo ao velejar / surfar?
[RB] Ainda há muita controvérsia e dúvidas em relação ao alogamento, antes, durante e depois, a maneira de executar, qualquer tipo de atividade. Velejar é uma atividade intensa, de alto nível onde se provoca muito estresse, então não se deve alongar muito antes, predispondo o corpo à lesões, diminuindo a capacidade de contração do músculo, isto está comprovado em estudos. No entanto, a maioria não sabe disso, basta observar a natureza, os animais se alongam rapidamente e curto, 1, 2, 3 segundos. Então, o ideal são alogamentos curtos, saltos, chutar perna, flexão, um pouquinho de braço, etc. Claro que deve ser direcionado à atividade em si, no caso de velejar, você vai segurar uma vela, retranca, fazer puxadas rápidas, alguns saltos, movimentos laterais e de rotação para coluna, o mais importante é que sejam curtos. E pós velejo, não alongar, se for um velejo longo ou com ventos intensos onde a musculatura está toda rompida, várias fibras rompidas num processo inflamatório, o que acontece após atividade intensa, esticar mais ainda estas fibras rompidas não é nada inteligente e aumenta a inflamação desnecessariamente, piorando o tempo de regeneração. Então, pós velejo só relaxamento, descanso e boa alimentação que vai anabolizar melhor. Claro que calor e massagem suave sempre ajuda.

Agradecemos as dicas do Renato e aproveitem o velejo em todas as modalidades.

Renato Boeing (@renatoboeing) é praticante de Windsurf, Sup, Surf, Windfoil e Supfoil, formado em educação física, personal training de musculação, reabilitação cardíaca e respiratória, atividade física para a terceira idade.

Comentários