As 10 dicas para um velejo de kitesurf seguro

Velejar de Kitesurf de forma segura é o mais importante para todos, é preciso ter certeza do que está fazendo para não arriscar a sua vida e dos demais velejadores. Neste artigo, vou abordar temas comuns que sempre vale lembrar.

1 – Kite – escolher o tamanho de vela correto para as condições de vento. Se você não tem experiência em escolher qual vela usar, pergunte aos amigos experientes, veja quais estão usando no local e atente para o seu peso, força do vento, tamanho da linha, prancha a ser usada e a previsão. Tenha uma vela coringa, ou seja, aquela que você sabe que andará na maioria dos ventos. Se você for nas ondas, andar over dificulta um pouco, pois devido as ondas e a velocidade de manuseio do kite, o ideal é escolher o tamanho exato.

Tabela kite x vento

2 – Montagem da barra – atenção total para não cruzar as linhas, cheque duas ou três vezes antes de decolar, observe o lado azul e vermelho a serem conectadas à vela, veja se não há nós ou empecilhos nas roldanas, faça uma verificação em cada linha para saber se há algum nó no meio, se tiver, desfaça para que a linha fique perfeita, e quem usa extensores de linha, certifique-se que todos tenham o mesmo tamanho, se as linhas estão desgastadas em certos pontos.

3 – Inflar o kite – encher o kite na pressão adequada, se tiver muito sol não encha totalmente, evite encher sem abrir todo o tecido, pode ter dobras, travar as válvulas após pronto para casos de emergência onde é preciso resgate.

4 – Trapézio – ao colocar o trapézio na posição, seja de cintura ou cadeira, prenda as fitas apertadas, pois quando o kite decolar e durante o velejo, o trapézio cede um pouco, o que você deve ajustar durante o velejo.

5 – Decolagem do kite – antes de mais nada, procure um lugar seguro com uma faixa de pelo menos 20 metros sobrando para emergências. Atente à posição do vento, de preferência fique perpendicular ao vento para decolar, é mais fácil e seguro. Outra opção é decolar na água a favor do vento, ou ainda em terra, a favor do vento segurando as linhas centrais, o que pode ter um tranco forte quando começar a levantar. Se isto ocorrer, segure apenas as linhas centrais através do chicken-loop, se você segurar pelas linhas de fora a pressão é muito forte.

Janela de vento

6 – Aterrissagem do kite – abaixe o kite numa área segura, de preferência com alguém pra segura-lo, sempre na perpendicular. Caso esteja sozinho e não se sentir seguro, use a linha para ejetar o kite que ele desarma.

7 – Preferência da vez – a regra oficial diz que quem está velejando com a mão direita na frente, tem preferência de passagem, portanto, atente para dar a vez, assim todos se organizam. Já nas ondas, a preferencia nas ondas é de quem está na onda, não de quem vai entrar no mar. E, quando você for mudar de direção, olhe antes de virar a vela para saber se há distância suficiente para não atrapalhar o outro.

Nas ondas a preferencia é de quem esta surfando !

8 – Acessórios – se você usa acessórios como câmeras gopro, bonés, colete salva-vidas, protetor solar no corpo (não esqueça dos pés), atente se estão bem fixados, principalmente se há controle remoto da gopro fixe-o no braço.

9 – Grupos – durante velejos em grupos atente aos movimentos dos demais para que dê tempo de reação, assim como, avise se for mudar de direção. Caso vá velejar com amigos, só grude neles se confiar totalmente, caso contrário mantenha uma distância segura.

Em grupos mantenha uma distância segura entre os velejadores

10 – Uso ou não leash na prancha? – iniciantes gostam do uso para não perder a prancha, as vezes não sabe fazer o bodydrag ou superman para chegar até a prancha. Eu não indico porque é arriscado o efeito estilingue do leash, mas caso use, certifique-se de usar uma cabo grande.

Bom velejo a todos, se divirta com os amigos.

Comentários