Wing – com ou sem strut ?

Como sabemos existem Wings que vem com uma retranca ajustável as condições do vento, e outros que vem com diversas alças para o velejador segurar no melhor ponto. Uma pergunta que os velejadores tem se perguntado antes de comprar uma asa para Wing foil é se vale comprar com ou sem strut?

A resposta depende do uso que você fará, pois existem vantagens e desvantagens, como a seguir:

1 – Irei usar o Wing nas ondas?

Sem dúvida que manusear o Wing nas ondas, a asa com strut tem sido mais usada, seja pela versatilidade, rapidez e peso. Portanto, se você for descer e saltar ondas, o strut é mais prático. Não estou dizendo que a retranca atrapalha nas ondas, depende da sua habilidade e familiaridade com o equipamento. Por experiência própria, eu uso um Duotone Foil Wing 5 com retranca e trapézio engatado, e desci as ondas gordas de swell, aquelas que parece que nunca quebram e a sensação de velocidade usando o trapézio foi muito divertido.

Duotone Echo com retranca

 

F-One Strike com strut

 

2 – Velejos longos requer força física

Quem nunca se aventurou em downwinds e travessias de kite, kitefoil, SUP, canoa havaiana, etc. Não importa a modalidade, no Wing foil é preciso ter esta experiência, algo indescritível. E para isto, imagine você ficar fazendo um esforço por um tempo grande, digamos 30 minutos sem parar! Aí é que o uso da retranca com trapézio faz a diferença, pois quando engatado, o trapézio ajuda no velejo, na velocidade e você consegue dar um descanso aos braços e ombros. O importante é você encontrar o ponto certo de encaixe do trapézio na retranca, o que no Wing é na parte final da retranca, ao contrário do Windsurf.

Já vi diversas vezes velejadores com alças pararem para descansar porque não aguentaram o esforço, ainda mais se o vento aumentou durante o velejo. Por mais que você tenha um bom preparo físico, segurar as alças é um esforço isométrico que fadiga a musculatura.

 

Naish Wingsurfer com strut

 

3 – Peso e preço do equipamento

Claro que um Wing com retranca pesará mais dos que com alças. Isto não chega a ser um fator crítico, o material usado na fabricação da retranca é alumínio, já vi velejadores trocando por carbono para deixar muito mais leve.

O preço sim é crítico, pois terá que comprar a retranca a parte, em média custa R$ 1.000. Já com alças isto está embutido no produto.

4 – Viagem e transporte

Se você já se acostumou a carregar o Wing ou kite apenas na mochila, então irá preferir Wings com alças, cabe em todo lugar. Já com a retranca você terá que acomoda-la de alguma forma, seja no sarcófago, na mala, no carro, no rack, enfim, pelo menos 1 metro no mínimo terá que arrumar espaço. E no caso de quem usa trapézio é preciso colocar o kit + trapézio na lista a ser carregada.

 

5 – Ajuste da vela durante o velejo

Ninguém pode garantir que durante o velejo o vento será constante, isto é praticamente impossível. Então, para quem usa retranca há uma enorme vantagem, pois você pode regular durante o velejo, cassar mais ou menos a retranca para esticar ou não a vela. Basta parar o velejo na água, soltar o botão de travamento, ajustar e fixar o botão novamente. Isto tudo na água e, em seguida, volte a velejar. Quantas vezes velejando com o Wing 7 tive que parar e ajustar, pois o vento apertou muito. Isto sim é um ponto a favor.

Retranca Duotone

 

Agora um ponto que não tem como comparar alças x retranca, é como tirar o melhor proveito do vento em relação a transferir a força para todo o equipamento e transformar em velocidade. Com o trapézio conectado à retranca você acha o ponto certo de deixar a vela na posição para pegar 100% do vento. Aí mantém com facilidade, sente o vento e faz os mínimos ajustes. Acredite, com a retranca e o trapézio a velocidade será muito maior e por mais tempo.

Sei que alguns fabricantes de Wings com alças tem adaptado uma forma de conectar cabos no Wing para usar trapézio. Eu nunca testei isto, então não posso comentar. Mas acredito que isto ajudaria muito o velejador.

Roberto Veiga com o Echo e trapézio !

 

Enfim velejadores de Wing foils, o negócio é se divertir e se colocar novos desafios de aprendizado o tempo todo. Lembre-se sempre de usar equipamentos de segurança, capacete, colete de impacto e ter o auxílio de um profissional das escolas para aprender.

Bons velejos e nos vemos nas águas @renatokite.

 

 

 

Comentários