Hydrofoil Pro Tour Brasil 2020

Benoit Gomez vence a etapa final do mundial de Hydrofoil em Itajaí-SC

De 3 a 6 de novembro de 2020 foi realizada a etapa brasileira do mundial de Hydrofoil ProTour, na praia Brava em Itajaí. E, aos velejadores brasileiros valeu como a etapa nacional.

Tivemos a participação de 2 velejadores tops franceses, Benoit Gomez e Martin Pariente, o que proporcionou aos brasileiros uma troca de experiências fantástica.

Bruno e os franceses

 

As condições de vento ficaram entre 8 e 25Kt, dependendo do dia. No primeiro dia o vento apareceu somente às 16h e não houve tempo hábil para realizar nenhuma regata, então os velejadores aproveitaram para fazer o reconhecimento da raia. O vento estava cerca de 8Kt e as velas utilizadas foram 19 e 21. A cor da água estava transparente, mar liso, poucas ondas e para treinar estava perfeito. Já com todos os velejadores na água, Benoit assumiu a flotilha guiando todos no mesmo ponto até ele comandar o início, a fim que todos o seguissem, afinal era um treino. Confesso que foi um momento inesquecível participar deste pelotão, fomos da praia Brava até Balneário Camboriú. O objetivo era seguir Benoit, o que muitas vezes Bruno Lobo assumiu definindo o melhor caminho.

Já no segundo dia o vento apareceu logo cedo e a certeza de regatas era iminente. Sendo assim a raia foi montada e foram realizadas 6 regatas. As 2 primeiras o vento forte (13-18Kt) foi tranquilo, mas o mar começou a crescer e o vento aumentou muito, fazendo com que alguns velejadores trocassem de vela, afinal na rajada pegamos 25-28Kt. Já nas 2 últimas regatas do dia as condições ficaram difíceis para todos, e mesmo assim quase todos conseguiram completar o percurso.

 

A liderança era do favorito francês Benoit, a técnica que ele demonstrou principalmente na orça foi espetacular, fazendo que com vencesse as 6 regatas. Mas ele nunca estava tranquilo na frente, Bruno Lobo sempre grudado, questão de segundos. O vento estava de sul, e como a raia estava montada na direção da praia, a velocidade no popa chegou facilmente a mais de 65km/h.

Já no terceiro dia o vento foi nordeste 13-15Kt, começando forte, o que possibilitou realizar 3 regatas. Na quarta regata o vento acabou completamente e muitos nem finalizaram.

No quarto e último dia infelizmente não tivemos regatas, as ondas estavam grandes, mais de 1 metro na série, praticamente impossível de passar. Quem já velejou na praia Brava sabe que este nomes faz juz as condições de entrada.

Temos que destacar a nossa Socorro dos Reis, campeã desta etapa do brasileiro, que velejou muito bem nestas condições de vento e mar, não deu descanso para o segundo colocado brasileiro, Wilson Bodete e por muitos momentos disputando cada tack e gybe com o Roberto Veiga (nosso pulga). Isto que a alguns metros estavam o francês Martin e o Claudio Cruz.

Bruno Lobo e Maria do Socorro

 

Pra quem gosta de equipamentos, o Benoit está usado foil Chubanga V3 (vale dizer que ele é tester do fabricante), o Martin e Bruno com Levitaz e o restante com Mikes Lab. Os kites, Benoit com Fone Diablo V5, Claudio Cruz e Martin com Flysurfer VMG2 / Sonic e o restante Ozone R1.

O resultado final ficou assim:

Hydrofoil ProTour

Masculino
1 – Benoit Gomez
2 – Bruno Lobo
3 – Martin Pariente

Feminino
1 – Maria do Socorro

*Campeonato Brasileiro Fórmula Kite*
Masculino
1 – Bruno Lobo
2 – Wilson Veloso
3 – Cláudio Cruz

Feminino
1 – Maria do Socorro

Master
1 – Cláudio Cruz
2 – Roberto Veiga
3 – Arthur Jucá

Grand Master
1 – Wilson Veloso
2 – Cláudio Marques
3 – Renato Haddad

Resultados

 

O organização do evento ficou a cargo do velejador e apaixonado pelo kitefoil Claúdio Cruz. Todos os velejadores o elogiaram, tivemos todos os cuidados com montagem da raia pela comissão de regatas, os resgates do incansável Marcelo Gervini (nos dá segurança em velejar ao saber que o Gervini está no resgate), as palestras realizadas e todos os cuidados sobre o COVID-19.

Claudio Cruz

 

Todos concordam da importância de fomentar o esporte no Brasil, mas uma coisa que chamou a atenção foi a organização dos atletas do Maranhão (Bruno, Socorro, Ricardo e Arthur), eles treinam juntos sempre, o que eleva o nível e a técnica de todos, parabéns amigos!

Equipe de São Luis, a maior flotilha de foil race do Brasil

 

Neste link http://bit.ly/HPTBrazil_v1 você visualiza e filtra dados desta etapa. A visualização no computador é melhor, na parte inferior da página você pode escolher quais velejadores e comparar a evolução em cada uma das regatas.

Comentários